Primeira Escola do Brasil

A história da educação do Brasil acaba se confundindo com a história da Companhia de Jesus, pois com as negociações de Dom João III com a ordem missionária católica, influenciou muito a história do País e tem seus reflexos até hoje (um exemplo é a alta popularidade do catolicismo no Brasil). A primeira escola do Brasil foi criada em 1549 (Salvador / BA) por um grupo de jesuítas, os mesmos que fundaram outra em 1554 (São Paulo / SP). Eram escolas Católicas, por isso, também tinham o Ensino Religioso como matéria.

Explicado o surgimento da escola no Brasil, agora vou falar mais sobre como surgiram as escolas em geral. A palavra “escola” vem do grego “scholé” (escolé), que significa “lugar de ócio”. O termo “Escola” tem este significado por ser frequentada apenas no tempo livre. Lá, os gregos encontravam diferentes filósofos que estudavam cada área do conhecimento. Os filósofos, sem dúvidas, podem ser considerados os primeiros professores, pois ensinavam tanto em “scholé”, quanto em aulas particulares. Alexandre era, por exemplo, aluno de Aristóteles. O grande pensador grego ensinava por meio de aulas particulares o futuro Grande Imperador da Grécia.

Já no Brasil, os primeiros professores eram os padres e missionários jesuítas, os quais fundaram diversas escolas e conseguiam realizar a difícil tarefa de levar conhecimentos aos menos favorecidos no Brasil Colônia, como os indígenas, escravos, mulatos e portugueses na pobreza. Claro que o ensino focava principalmente na parte religiosa, mas não deixava de ensinar outras matérias, como Matemática, Português e Ciências Naturais por exemplo.

Autor: Vinícius Marques Veríssimo

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *